Dallas Buyers Club!

dallas_buyers_club_ver4

Dois minutos após terminar de assistir Dallas Buyers Club, só consigo pensar numa coisa: Todo o reconhecimento pelo trabalho de atuação nesse filme é completamente justo. Esse é o primeiro ponto que me veem à cabeça, demonstrado pelo trabalho absurdamente comovente e impactante de Matthew McConaughey e Jared Leto. Mas antes de me aprofundar nesse quesito, vamos conversar um pouco mais sobre o filme.

Dallas Buyers Club é retrato de uma história real, do eletricista e peão-de-rodeio Ron Woodroof (interpretado por McConaughey), que após uma série de incidentes acaba se descobrindo com AIDS. Lembrando que o filme se passa em 1985 e a escassez de informações sobre a doença ainda imperava, nós vemos Woodroof perdido entre o preconceito, a ignorância dentro do tratamento e a falta de perspectiva de futuro. Desde o começo do filme McConaughey toma as rédeas do filme, com sua interpretação impetuosa e ao mesmo tempo tocante. Além do mais, é impressionante ver como ele emagreceu para refletir bem o papel!

dallasbuyers2

E a partir desse choque de realidade que Woodroof toma, ele começa a as mudanças mais radicais na sua vida. É interessante ver a evolução do seu personagem nas mais diversas frentes, saindo do esteriótipo do redneck preconceituoso e extremamente ganancioso para um cara compreensivo e altruísta. Alguns dos melhores momentos do filme envolvem a relação dele com o travesti Rayon, vivido de forma espetacular por Jared Leto. Os trejeitos, os olhares, as vozes… tudo faz você comprar o papel de Leto aqui, e isso só clareia a percepção de que todas as premiações que esse filme está recebendo por suas atuações é merecida.

dallasbuyers

Ainda sobre a atuação, vale ressaltar que os filmes sofre alguns dos seus solavancos nos momentos em que a médica Eve (Jennifer Garner) aparece. Apesar de não ter comprado as emoções que ela tenta passar, isso não chega a ser um ponto negativo para o filme, mas serve para salientar a atuação dos outros personagens em volta dela. Isso sem dúvida destacou ainda mais a dupla Leto/McGonaughey, e provavelmente muito do seu reconhecimento se deve à performance comedida e morna de Garner.

Em termos de roteiro o filme mantém linhas interessantes, especialmente no seu começo. A partir do diagnóstico de Woodroof, a história cadencia num ritmo mais lento e doloroso, acelerando para momentos-chave na criação do Clube de Compras Dallas. Esses pontos favorecem o desenvolvimento dos personagens, e serve para mostrar como eles foram crescendo dentro dessa história tão sofrida e densa. Além do mais, algumas frases e diálogos são incríveis e realmente memoráveis, como o doloroso “I don’t want to die” de Rayon. Uma frase que sem contexto já é extremamente poderosa, mas toma ares colossais quando vocalizada por um Jared Leto transbordando sofrimento e impotência. Eu discretamente bati palmas para esse momento.

dallasbuyers3

Eu escrevi cinco parágrafos até agora, e todos eles falaram da atuação do Leto/McGonaughey (okay, agora são seis). Percebam, caso ainda não tenha ficado claro, a força desses atores nesse filme. Uma história triste como a contada em Dallas Buyers Club necessita de uma atuação que a sustente, e ele obteve os atores perfeitos para isso. É um filme que certamente irá te impactar e te fazer refletir sobre algumas situações da sua vida comum, e eu acho isso sensacional. Mesmo exalando sofrimento, Dallas Buyers Club irá se tornar uma experiência memorável, especialmente pelos seus personagens, ao mesmo tempo tão comuns e tão excepcionais. Merece todas as premiações que está ganhando, e provavelmente todas as atuações que estão por vir. E apesar de adorar o Fassbender, depois de ver o Jared Leto em ação aqui, eu não daria o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (que, diga-se de passagem, rouba a cena muitas vezes) para mais ninguém. A melhor dica que posso dar sobre esse filme é: assista. E o faça o mais rápido possível.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s